terça-feira, 15 de novembro de 2011

Crianças isoladas, sem irmãos e amigos não brincam e tolhem seu futuro

A psicóloga e consultora em educação Rosely Sayão apontou uma realidade preocupante: hoje as crianças dão valor mais ao brinquedo do que à brincadeira. A razão? Não sabem brincar!

Rosely aponta dois motivos principais. O primeiro seria que os pais acreditam que comprando brinquedos, e apenas isso, é suficiente. Compram, a criança exclama, em poucos minutos Poe de lado e quer outra coisa para brincar.

O segundo motivo é as crianças não terem verdadeira oportunidade para brincar.

“Roubamos, escreveu a especialista, das crianças sua infância e, sem infância, como brincar? Elas costumam ter o tempo todo tomado por compromissos, programas de lazer, são pressionadas o tempo todo pelos pais. Vamos reconhecer: sem tempo livre para nada fazer e com o direcionamento direto de adultos, as crianças nunca aprenderão a brincar.”

A criança brinca ser o que um dia acabará tentando realizar. Uma criança que não brinca preanuncia um ser humano sem iniciativa nem criatividade.

A redução dramática da natalidade que deixa as crianças sem irmãozinhos, primos e amigos não é também uma causa desta destruidora inibição do desenvolvimento apontado pela especialista?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.

Postar um comentário