terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Cuidado! A "lei da homofobia" pode chegar na sua casa e na sua igreja!

Do Instituto Plinio Correa de Oliveira
Prezados Participantes, ATENÇÃO!

Sabiam que o projeto de lei 122/2006, já está de volta na pauta do Senado? E sabiam que os 27 senadores responsáveis por isso não querem publicar seus nomes?

Então querem impor a perseguição religiosa, sem que a população, que eles "representam", saiba?

Convido a assistirem o importante vídeo abaixo e deixarem sua opinião sobre o que podemos fazer para que a "lei da homofobia" não bata a nossa porta.
Depois escreva sua opinião clicando aqui, ou enviando um email para o nosso Fale Conosco, clicando aqui.
Junte-se a nós através do Facebook participando e convidando amigos para a causa:

Lei da Homofobia = Perseguição Religiosa. Clique aqui e faça parte.


Deixe sua opinião clicando aqui, ou enviando um email para o nosso Fale Conosco, clicando aqui.

Desejaria receber gratuitamente as atualizações de 'Valores inegociáveis: respeito à vida, à família e à religião' no meu E-mail

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Milagre em Petrópolis? Imagem de Nossa Senhora das Graças resistiu à enxurrada devastadora

O Brasil ainda conta os falecidos nos desabamentos da noite de 11 para 12 de fevereiro passado na região serrana do Estado do Rio. No momento que escrevemos o número chegou a 902 e há 400 desaparecidos. Tratou-se da mais mortífera catástrofe natural da história do Brasil desde que há cômputos fiáveis.


Entretanto, uma frágil imagenzinha de gesso de Nossa Senhora das Graças resistiu de modo surpreendente à enxurrada mortífera, sem se mover do oratório onde estava sem nada que a prendesse, segundo informou o site Terra.

Ela não deixou de ser atingida pelas águas lamacentas do rio Santo Antônio que derrubaram e sepultaram casas, que arrastaram carros como se fossem de rolha, árvores e, pior ainda, ceifaram numerosas vidas.

Só no Vale do Cuiabá, Petrópolis, onde se encontra a imagem foram recuperados 72 corpos e 26 pessoas estão na lista de desaparecidos.

A prova que a imagem resistiu de modo incrível esta inscrita nela mesma: ela está cheia de barro quase até a cintura, como também o simples oratoriozinho aberto que a protegia das intempéries.

A enxurrada descontrolada e assassina a envolveu, mas não pôde nada contra Ela.

Dias depois, em torno dEla, registrou o site Terra, postes, móveis, veículos, roupas e a vegetação ainda formavam montanhas de entulho, exalando forte cheiro.

A imagenzinha de Nossa Senhora das Graças miraculosamente preservada sugere uma lição: é só aos pés de Nossa Senhora, agarrados a Ela que encontraremos proteção e segurança, mesmo nas horas em que parece que o perigo vai nos engolir.

A população local está agradecida, rebatizou-a Nossa Senhora do Vale do Cuiabá e a protegeu com uma redoma.

Perigos há muitos e podem nos pegar de surpresa no momento mais inesperado. Com Nossa Senhora não teremos nada a temer.

Mas, sem Ela... ali está o trágico exemplo do Vale do Cuiabá em Petrópolis: quantos dos que água levou rezavam seriamente a Nossa Senhora e procuravam imitar suas virtudes?

Como se apresentaram diante de Deus no dia de seu juízo particular que tudo indica foi esse mesmo momento da catástrofe?

Rezemos pelo repouso eterno de suas almas e nos encomendemos à misericórdia da Mãe de Deus, nosso divino e amado Juiz e Redentor.


Desejaria receber gratuitamente as atualizações de 'Valores inegociáveis: respeito à vida, à família e à religião' no meu E-mail

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Americanos preferem o criacionismo e repelem evolucionismo ateu


40% dos americanos acreditam que Deus criou diretamente os homens na sua fisionomia atual há perto de 10.000 anos. Eles não partilham a hipótese evolucionista, revelou enquete Gallup de fim de 2010.

38% aceita que Deus guiou uma evolução durante milhões de anos a partir de formas menos evolucionadas de vida.

Só uma pequena minoria de 16% acredita no evolucionismo darwiniano ou neodarwiniano sem influência divina.

A sondagem da Gallup é anual e mostra que proporção de “criacionistas” se mantém num mesmo patamar tendo atingido 47% nos anos 1993 e 1999.

A divisão religioso-científica corresponde à polarização direita-esquerda.

Nos Republicanos 52% são criacionistas (34% dos Democratas), 8% são evolucionistas ateus (20% dos Democratas), e 36% evolucionistas teístas (40% dos Democratas).

No total 8 de cada dez acha que os origens do homem exigem uma intervenção de Deus.

A Gallup constatou mais uma vez que a maioria dos americanos acredita em Deus e 85% tem uma identidade religiosa.

Nas linhas gerais as proporções mantiveram-se as mesmas nas últimas décadas malgrado o quase exclusivo ensino do evolucionismo ateu no sistema educacional americano.

A Gallup prevê que a polêmica religião-ateismo a propósito da evolução terá muita influencia no futuro.

Desejaria receber gratuitamente as atualizações de 'Valores inegociáveis: respeito à vida, à família e à religião' no meu E-mail

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

40.000 marcharam em Paris contra o aborto


Perto de 40.000 pessoas participaram da 7ª Marche pour la Vie, 2011, em Paris. Foi um sucesso sem precedentes.

Outro fato inaudito foi a presença de quatro bispos: os de Saint-Etienne, Bellay-Ars, Bayonne e o auxiliar de Salzburg, Áustria, noticiou a agência LifeSiteNews.

A passeata foi da Place de la République até a Place de l’Opéra. Os católicos constituíam de longe o conjunto mais numeroso, dinâmico e em clara posição de liderança.

Como nas grandes passeatas contra o aborto que aconteciam simultaneamente nos EUA, a grande maioria dos manifestantes era composta de jovens que bradavam “queremos leis pela vida hoje, não amanhã!”

Havia delegações da Alemanha, Espanha, Holanda, Bélgica, Romênia, República Checa e de outros países europeus.

Desejaria receber gratuitamente as atualizações de 'Valores inegociáveis: respeito à vida, à família e à religião' no meu E-mail

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Senado francês rechaça projeto de eutanásia

Em votação apertada mas definitiva, o Senado francês recusou um projeto de lei que legalizava uma hipócrita “assistência medicalisada para morrer que permete por meio de um ato deliberado uma morte rápida e sem dor”, informou “Le Figaro”.

Na véspera, o premier François Fillon se pronunciou contra.

O ministro da Saúde, Xavier Bertrand, disse que a proposta dissimulada sob muitas palavras era verdadeira “eutanásia” e, portanto, “contradiz nossos fundamentos jurídicos”.

De acordo com o generoso e sentimental projeto, segundo o ministro da Saúde os doentes d'Alzheimer não poderiam exprimir sua vontade e acabariam sendo mortos sem serem consultados.

A associação de inspiração católica “Droit de naître” fez ativa campanha para os senadores recusarem o inumano e anticristão projeto.

Desejaria receber gratuitamente as atualizações de 'Valores inegociáveis: respeito à vida, à família e à religião' no meu E-mail