quinta-feira, 27 de junho de 2013

Vigília de 500.000 filipinos cobra dos políticos defesa efetiva da vida e da família

500,000 filipinos fazem vigília pela vida e pela família, Manila
Mais de 40 organizações, integradas por católicos filipinos do “White Vote Movement”, realizaram em abril uma vigília com a participação de 500.000 pessoas em favor da vida e da família.

Nas Filipinas o povo teme ser novamente enganado pelos políticos, que bancam serem pela família e depois fazem o contrário do que prometeram.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Neonato chinês jogado no vaso de medo da repressão estremece o mundo

Vizinhos ouviram prantos no esgoto
Vizinhos ouviram prantos no esgoto

Apenas nascida, uma criancinha de dois ou três dias foi jogada no vaso sanitário, porém ainda viva ficou atravancada no esgoto do prédio de apartamento e os vizinhos do quarto andar ouviram seu pranto em Jinhua, província de Zhejiang, noticiou AsiaNews.

Afinal os bombeiros lograram a façanha de leva-la ainda com vida ao hospital, mas dentro da parte do esgoto onde ficou pressa e que eles cortaram bem.

Ali, os médicos conseguiram com pinças e tesouras liberá-lo pouco a pouco.

Ele ainda esta envolto na placenta e com o cordão umbilical visível.

O fato causou espanto universal e até apareceram voluntários a adotá-lo.

terça-feira, 25 de junho de 2013

Católicos franceses descobrem o “gostinho” da militância pela Igreja

O quotidiano Le Monde, porta-voz do socialismo e do “progressismo católico”, indagou por que os fiéis, que até havia pouco eram apáticos diante da Revolução Cultural contrária à família e à religião, reagissem de modo novo e inesperado.

As respostas dos participantes das imensas marchas contra o “casamento” homossexual o deixaram perplexo.

Le Monde ouviu pessoas de todas as idades e profissões do país inteiro. Elas não sabiam dizer bem por que saíram à rua, mas saíram e se inebriaram com o “perfume especial da insurreição”. Desde então, não conseguem mais parar.

A mobilização contra o casamento para todos constituiu para muitos católicos um batismo de fogo. Ghislain, de 29 anos, diretor de inovação de uma empresa de start-up na região parisiense, explicou que hoje ele usa folhetos, blog e Twitter durante o dia, à noite e no fim de semana contra a agenda socialista. “Esse governo fez de mim um militante”, explicou.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Mudanças históricas estão acontecendo na França

Tintin vai para a Marcha pela família e o ancião lembra que
quando jovem ia na rua pelos ideais da esquerda
O problema na França é muito sério. Nas profundezas da opinião pública francesa estão acontecendo movimentos telúricos, típicos de mudança de época.

Sobretudo nas profundidades do catolicismo francês que, adormecido havia décadas, entrou de repente em inusual atividade.

O demógrafo Hervé Le Bras, diretor dos estudos no Instituto Nacional de Estudos Demográficos INED), foi consultado pelo semanário esquerdista Rue 89 (28/04/13).

Seu veredicto foi lapidar: “Com o ‘casamento para todos’, o PS cometeu um erro eleitoral enorme... O PS acaba de perder aquilo que foi a base de seu sucesso nas últimas eleições”.

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Católicos defendem catedral de Guarulhos da “Marcha das Vadias”

Católicos defendem com orações e sua presença a catedral de Guarulhos contra "Marcha das Vadias"
Católicos defendem com orações e sua presença a catedral de Guarulhos contra "Marcha das Vadias"


Nilo Fujimoto

Aconteceu. Não, não aconteceu. A marcha em Guarulhos, no sábado, 8/06, pretendeu contrarrestar os que têm como ideal de vida a conduta pautada pelos princípios cristãos, ainda mais num país cujos fundamentos foram solidamente construídos pelas heroicas missões da Igreja Católica.

Da pretensa marcha temia-se – com largo fundamento no modus operandi do movimento que é internacional – que viesse a atingir edifícios e símbolos que representam princípios opostos ao que defendem, como a igreja local: com o intuito de amortecer e minar as fibras morais dos que ainda permanecem fiéis na luta contra a deterioração contínua dos costumes.

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Astro católico e pró-vida do futebol americano cancela encontro com Obama

Matt Birk, jogador central do Baltimore Ravens, clube que acaba de ganhar o famoso Super Bowl (Super-Taça) do futebol americano, recusou-se a participar da habitual recepção concedida aos vencedores pelo presidente dos EUA, na Casa Branca.

Matt disse que seus princípios a favor da vida o impediam de encontrar-se com o presidente Obama, noticiou o “The Huffington Post”.
Católico e pai de seis crianças, Matt declarou à rádio KFAN-AM, de Minnesota, ter “grande respeito pela função da Presidência”, mas que “há cerca de cinco ou seis semanas, nosso presidente fez uma alocução na qual disse ‘Deus abençoe a Planned Parenthood’”.

domingo, 9 de junho de 2013

Jovem troca discurso de formatura por Pai-Nosso, apesar de proibição nos EUA

Roy Costner reza o Pai Nosso diante de todos e é aclamado
Roy Costner reza o Pai Nosso diante de todos e é aclamado

O estudante Roy Costner foi escolhido para orador na cerimônia de formatura da escola secundária Liberty, na Carolina do Sul.

Ele foi aclamado pelos presentes quando decidiu substituir pelo Pai-Nosso a mensagem que havia redigido.

Ele entendia enviar assim uma resposta às autoridades educativas do condado (distrito) de sua cidade, que proibiram as orações nessas cerimônias, segundo noticiou a agência ACIPrensa.

O público ficou emocionado quando o jovem rasgou o discurso já pronto e aprovado oficialmente pela diretoria da escola.

Logo a seguir afirmou desde o estrado que agradecia a seus pais por tê-lo educado na Fé desde criança.

terça-feira, 4 de junho de 2013

França: imposição do “casamento” homossexual e desespero socialista

Ministra socialista Christiane Taubira foi encarregada de fazer
passar o 'casamento igualitário' na base do rolo compressor

Na Franca, o hallali é o grito ou o toque de trompa anunciando que o cervo está acuado. Pressagia a iminência do lance final da vénerie francesa não desprovido de riscos de reação do animal acuado.

A história conta também que em circunstâncias desesperadas, sentindo suas forças fraquejarem, chefes militares lançaram os restos de suas tropas num hallali final, apostando a tudo ou nada contra um antagonista acuado. Foi o sentido da ofensiva de Napoleão na Rússia, que deu em catástrofe.

Esta parece ter sido a opção do Partido Socialista francês em face de um país que lhe volta cada vez mais as costas.