quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

ONU espalha falsos números sobre aborto e mortalidade materna

O Organização Mundial da Saúde (OMS), o Fundo da ONU para a Infância (UNICEF) e o Fundo de População da ONU (UNFPA) publicam sem base que todo ano morrem entre 500 e 600 mil mulheres no mundo por falta de “aborto legal”. A fraude foi confessada pelo ex-chefe do Escritório de Estatísticas da ONU, Dr. Joseph Chamie ao Catholic Family and Human Rights Institute (C-FAM).

Essas cifras não tem fundamento sério, explicou ele, porque a maioria dos países não informa o número nem a causa das mortes anuais, nem o sexo ou idade dos falecidos. Porém, esses órgãos seguem divulgando cifras assustadoras de mortalidade materna para alicerçar as campanhas de descriminalização do aborto!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.