quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Holanda registra casamento polígamo

Informou “The Brussels Journal” que a Holanda registrou em cartório o primeiro casamento bígamo, i. é, de um homem e dois mulheres. Trata-se de uma “união civil” que é aceita em virtude da própria lei que permite o “casamento” homossexual, sob forma de “acordo civil”. De fato este mal chamado “casamento” abre as portas a toda espécie de decadências e torpezas.

3 comentários:

  1. Considere que a poligamia não é pecado, segundo a Bíblia os sacerdotes (Bispos e outros) é que devem ter apenas uma esposa, por isso pecado não é a bigamia e sim a obrigação de castidade por parte da igreja católica que contraria os princípios do Cristianismo...

    ResponderExcluir
  2. O Fabieto essa é burra demais! Até que parece com protestante desses bem encardidos!
    Lutero começou justificando a bigamia e acabou no chiqueiro geral.
    Veja só o que ele escreveu:
    “Os evangélicos são 7 vezes piores que outrora. Depois da pregação da nossa doutrina,os homens entregaram-se ao roubo, à mentira, à impostura, à crápula, à embriaguez e a toda espécie de vícios. Expulsamos um demônio e vieram sete piores. Príncipes, senhores, nobres, burgueses e agricultores perderam de todo o temor de Deus”. Fonte: Weimar, XXVIII, 763.

    “Que fazer convosco, Wittembergenses? Já não vos pregarei o reino de Cris-to que não quereis receber. Sois ladrões, rapaces e cruéis... brutos ingratos. Arrependo-me de vos haver libertado da tirania dos papistas. Vós, ingratis-simae bestiae,sois indignos do tesouro do Evangelho”. Fonte: Weimar, XXVII, 408-411.

    E se vc não quer ouvir nem lutero veja o que testemunhava Staphylus sobre no que deu a moral protestante 1562:
    “Enquanto o matrimônio foi considerado como sacramento, o pudor e a honestidade na vida conjugal eram estimados e amados, mas quando se leu nos livros de Lutero que o estado conjugal é uma invenção dos homens... logo os seus conselhos foram de tal modo atuados que, relativamente ao matrimônio há quase mais honestidade e dignidade na Turquia que entre os nossos evangélicos da Germânia”. Fonte: Fr. Staphuylus, Nachdruck zu Verfechtung des Buchs vom rechten wahren Vorstandt des goettichen Worts, etc., Ingolstadt, 1562, fol. 202 b.

    O achincalhe da santidade do sacerdócio e do matrimônio deu que o pai de todos os protestantes escrevesse abominações como que a mulher é “um animal estúpido” (Weimar, XV, 420)
    Ou ainda em simples instrumento de satisfações sensuais do homem. Na vilania de sua linguagem, chega compará-la a uma vaca prenhe:
    “também as mulheres se cansam e finalmente arrebentam durante a gesta-ção; não importa, deixá-las arrebentar, são para isso”. Erl. XX, 84.

    Sai correndo dessa sentina, caro Fabieto.

    ResponderExcluir
  3. Tinha que ser religioso pra falar que isso é algo "decadente"..

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.