domingo, 29 de julho de 2007

Uso de preservativo: nenhuma autoridade poderá permitir

Ambíguas declarações do secretário-geral da Conferência Episcopal Espanhola pareceram a muitos uma autorização da Igreja quanto ao uso de preservativos, sob pretexto de combater a AIDS. Face ao escândalo causado por tais declarações, o bispo de Mondoñedo-Ferrol (Galícia), D. José Gea, publicou esclarecedora carta pastoral. Nela, o Prelado lembra que a Igreja não pode “mudar os seus ensinamentos definitivos, diferentemente dos cidadãos, que podem alterar a Constituição do país”. Sublinhou que, ainda que o secretário da Conferência Episcopal tivesse pronunciado esse despropósito, “seria preciso não lhe obedecer, nem sequer a mim se o tivesse dito, nem mesmo se tivesse sido afirmado pela própria Conferência Episcopal. [...] Nem sequer o próprio Papa pode mudar aquilo que foi definido pelo Magistério anterior”, acrescentou, reafirmando a doutrina tradicional da Igreja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.