segunda-feira, 30 de julho de 2007

Reações ao "casamento" homossexual nos EUA

Corte de Apelações de Nova York
A
Corte de Apelações de Nova York ratificou a constitucionalidade da lei estadual que define o casamento como sendo somente entre homem e mulher. No estado de Geórgia, a Suprema Corte de Justiça manteve a decisão do plebiscito que proibiu o "casamento" homossexual. O Supremo Tribunal do Estado de Washington confirmou a Lei de Defesa do Casamento. 45 estados proibiram esse pseudo-casamento, mediante reformas constitucionais ou leis estaduais. Só Massachusetts o reconhece. Vermont e Connecticut o disfarçam sob o véu de “contrato civil”. Em sete outros estados, os homossexuais tentam revogar por via judiciária leis anti-sodomíticas democraticamente aprovadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.