domingo, 29 de julho de 2007

Na Itália, o drama da contracepção

O governo italiano pagará mil euros (R$ 3,6 mil) às famílias para cada novo filho que tiverem a partir do segundo. O objetivo da medida é incentivar a natalidade. A iniciativa, que entrou em vigor na virada do ano, foi incluída no orçamento de 2004. Segundo o Ministério do Trabalho e Assuntos Sociais, tenta reequilibrar o problema demográfico no país.

Os pais que desejarem a subvenção deverão solicitá-la através da Previdência Social. O governo aplicou várias medidas para frear o envelhecimento progressivo da população. A Itália vem apresentando uma das mais baixas taxas de natalidade do mundo: 1,14 filho por mulher, conseqüência inelutável do antinatural controle da natalidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.