segunda-feira, 30 de julho de 2007

“Direitos humanos” seletivos excluem os não-homossexuais

Nas Ilhas Fiji, no Pacífico, um grupo protestante que representa 25% da população do país pediu licença para protestar contra a anticonstitucionalidade de decisões judiciais que favorecem a homossexualidade. Mas tal licença lhe foi negada pela Comissão Nacional dos Direitos Humanos. Além do mais, o grupo foi coberto de injúrias pelos núcleos homossexuais das ilhas. Segundo a agência LifeSiteNews, os católicos canadenses sofrem análogo tratamento. Tais fatos atestam que a agressividade dos homossexuais contra os que a eles se opõem dissemina-se perigosamente pelo mundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.