segunda-feira, 30 de julho de 2007

Conferência mundial sobre a AIDS volta-se contra a família

Bill Gates e o ex-presidente Clinton

Os responsáveis intelectuais pelos sucessos de Uganda (África) no combate à AIDS condenaram a conferência internacional sobre essa epidemia reunida em Toronto, Canadá. Denunciaram o ódio de fundo anticristão manifestado na ocasião contra a continência sexual, a maternidade e a família.

Durante o evento, pediu-se a legalização da prostituição e a liberalização do consumo de drogas pesadas, além da rotineira apologia imoral dos preservativos e da educação sexual em voga, que habitualmente aniquila a inocência das crianças na mais tenra idade. Até o miliardário Bill Gates — um dos promotores do encontro — foi violentamente vaiado ao mencionar o programa ABC, que inclui a continência e a fidelidade conjugal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.