domingo, 29 de julho de 2007

Americanos rejeitam o chamado “casamento” homossexual

Com escandaloso estardalhaço, a mídia mundial informou a realização de milhares de “casamentos” homossexuais, oficiados pela prefeitura de São Francisco, na Califórnia. Mas, de fato, tudo não passou de uma violação legal. A Suprema Corte californiana estabeleceu que o prefeito afrontou as leis estaduais, e que ele não tinha poderes para registrar tais “uniões”. Em conseqüência elas são nulas, não produzindo efeito legal.

Ainda nos EUA, 71% da população de Missouri aprovou em plebiscito que se incluísse na constituição estadual o princípio de que matrimônio é só entre homem e mulher. Outros plebiscitos derrotaram o “casamento” homossexual nos estados de Nebraska (67%), Havaí (69%), Alaska (70%) e Nevada (71%).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.